VAGANDO PELA DOR

Não há motivo

Sequer razão

Quando não há sonho

Apenas desilusão

 

Mãos tateiam o vazio

Sigo por escuros vãos

Que me levam na contramão

Revela meu avesso, desfaleço...

 

Liberto minha dor

Que ecoa em sofreguidão

Mas silencia ao mundo

Esconde-se entre sorrisos

 

Só eu sei o peso da minha dor

Não há motivo

Sequer razão

Aonde foram meus sonhos?

 

Procuro-os, mas estou perdida

Presa em meus próprios vãos

Ao meu encontro, só desilusão

Abraço meu caminho sozinha...


Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados à Marcela Re Ribeiro - Reprodução Proibida

LIVROS DA AUTORA

​SIGA-ME

  • Facebook Classic
  • Instagram ícone social
  • LinkedIn ícone social
  • Twitter Classic
  • c-youtube

© 2018 Todos os Direitos Reservados à Marcela Re Ribeiro