QUEM SOU EU?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma pluma solta ao vento

Que se perde nos vãos da vida

À procura de respostas

Aos meus tormentos...

 

Sozinha, sigo a desvendar-me

Sou flor em corpo de aço

Lágrimas caem em segredo

Só eu sei o peso da minha dor...

  

Sou sorriso enquanto choro

Mas não pelo medo de me expor

Apenas prefiro ser feliz

Ainda que haja dor

 

Momentos difíceis enfrentei

Há quem tem o dom de me jogar ao chão

Caio, sofro, desfaço-me, recolho-me

Mas sou flor em corpo de aço

 

Como Fênix, renasço

Levanto-me e sigo em frente

Quem sou eu? Sou mulher

Sou guerreira, sou feliz por ser quem sou.

 

Poema dedicado a uma grande amiga, Sônia Barichello, em homenagem a sua conquista. Formou-se em Design de Interiores aos 59 anos. Nunca é tarde para realizar sonhos.


Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados à Marcela Re Ribeiro - Reprodução Proibida

LIVROS DA AUTORA

​SIGA-ME

  • Facebook Classic
  • Instagram ícone social
  • LinkedIn ícone social
  • Twitter Classic
  • c-youtube

© 2018 Todos os Direitos Reservados à Marcela Re Ribeiro